Henry Ford e o Fordismo

PRECURSORES DOS MODELOS DE GESTÃO

Já ouviram falar no Fordismo? Esse método tem esse nome devido ao seu criador, Henry Ford. Ele é o responsável pela primeira linha de produção semi automatizada, e pelo modelo de gestão da Segunda Revolução Industrial.

Tudo que ouvimos hoje sobre padronização e redução de custos, teve início com o Henry Ford, principalmente com o Fordismo. Esse método possibilitou grande aumento da produtividade e barateou os bens de consumo. Com isso, houve aumento no poder aquisitivo dos consumidores.

O fato é que o Fordismo estabeleceu nas empresas um modelo de gestão que geraram muitos benefícios, principalmente levando em conta o contexto da época. Porém, com a produção em massa, se deu também uma limitação da qualidade dos produtos/serviços entregues.

Nesse modelo de gestão implantado por Ford, a equipe era dividida e realizavam funções repetitivas. Dessa forma, não havia interação e as pessoas tinham conhecimento limitado. Diferente dos modelos que vemos hoje, em que o time troca ideias, interage, tem treinamentos e realmente conhece sobre a empresa, seus valores e objetivos. Portanto, apesar de haver sim preocupação com a qualidade, havia certa limitação, devido ao pouco conhecimento dos trabalhadores.

Podemos dizer que além de ter ajudado na melhoria da economia dos EUA em um momento instável, ele também foi um precursor do modelo de gestão que conhecemos hoje. É claro que, de lá pra cá, houveram muitas melhorias, inovações e até mudanças. Entretanto, podemos perceber que o pensamento dele, assim como atualmente, era com foco no consumidor:

“Não é o empregador quem paga os salários, mas o cliente.” – Henry Ford.

Contudo, de certa forma, a “essência” é a mesma. Afinal, assim como nos dias de hoje, a intenção de Ford foi melhorar os processos, reduzir custos e entregar mais produtos e com mais qualidade. A diferença é que atualmente existem novas ideias, novas tecnologias e um mercado muito mais competitivo.

As contribuições de Henry Ford colaboraram, e muito, para o desenvolvimento dos modelos de gestão que conhecemos hoje.

“O insucesso é apenas uma oportunidade para recomeçar de novo com mais inteligência.” – Henry Ford.