Gestão da Qualidade na Indústria de Alimentos

Gestão da qualidade na indústria de alimentos? Isso é mesmo necessário? Vamos entender um pouco mais sobre o setor alimentício e os cuidados que devem ser tomados durante o processo de fabricação.

Afinal, este é um assunto extremamente delicado. Muitas pessoas se perguntam o que deve ser feito para garantir que os alimentos que chegam à mesa do consumidor sejam seguros.

Para começar, quem está inserido nessa área deve saber que todo o cuidado é pouco. É por isso que os órgãos regulamentadores possuem exigências baseadas em uma mentalidade de riscos e prevenção.

Confira alguns pontos importantes nesse sentido:

Porque é importante ter uma gestão da qualidade na indústria de alimentos?

A gestão da qualidade não é importante nesse segmento, é essencial. Um dos pontos primordiais na indústria alimentícia é obter alimentos seguros através de processos padronizados, monitoramentos e manutenção das boas práticas. É principalmente nesse sentido, que um setor de qualidade eficaz pode ajudar.

A análise dos perigos e determinação dos controles, a gestão de documentos, mapeamento de processos, gestão de ações, gestão de riscos, indicadores, controle de instrumentos, entre outros. Esses são alguns dos fatores fundamentais para garantir a segurança dos alimentos.

Os processos pelos quais os alimentos passam são extremamente delicados e requerem toda atenção e cuidado. Afinal, um mínimo erro, pode ser crucial. Portanto, ter um sistema de gestão da qualidade com profissionais extremamente competentes e comprometidos, é essencial para garantir o sucesso dos processos.

Sistema de gestão de segurança dos alimentos

Ter um sistema de gestão de segurança dos alimentos é primordial. Entretanto, não é fácil implantar um sistema eficaz. É necessário haver extremo envolvimento por parte da alta direção e de toda a equipe.

O primeiro passo será se informar sobre as exigências dos órgãos regulamentadores do Brasil e tomar providencias para que o seu negócio se adeque às normas e práticas exigidas.

Veja algumas dessas exigências e a importância de implantá-las no ambiente organizacional:

Normas ISO

As normas ISO possuem requisitos que devem ser seguidos, como forma de garantir que determinados padrões de qualidade estão sendo seguidos. No caso da indústria de alimentos, as normas vinculadas são a ISO 9001 (foco em gestão) e ISO 22000 (foco em segurança dos alimentos).

Existem outras normas e exigências que a indústria alimentícia deve seguir. Se quiser saber mais sobre isso, acesse o site da ANVISA e/ou MAPA.

É fundamental que as indústrias tenham total comprometimento em seguir os padrões exigidos e que desenvolvam os processos seguindo à risca o que pedem as normas.

BPF

As boas práticas de fabricação (BPF) também são uma exigência da ANVISA. Uma ferramenta que visa garantir que os padrões de qualidade sejam seguidos e que os alimentos sejam realmente seguros.

Trata-se de um conjunto de medidas que deve ser aplicado em todo o fluxo de produção. Garantindo, assim, a higiene sanitária, a integridade dos alimentos e a segurança em seu consumo.

APPCC

Análise de perigos e pontos críticos de controle (APPCC), é uma ferramenta utilizada para garantir a integridade dos alimentos em cada etapa do processo. Podemos dizer que o APPCC se baseia em uma mentalidade de risco. Seu o maior objetivo é prevenir, eliminar ou reduzir os perigos a níveis aceitáveis. Ou seja, os riscos devem ser controlados.

Montar um fluxo como esse é um trabalho árduo, que exige paciência, comprometimento e muito conhecimento. Entretanto, é uma necessidade da indústria de alimentos garantir que seus produtos tenham os perigos associados e controlados e que não sejam contaminados em nenhuma das etapas subsequentes.

O APPCC é uma ferramenta que acompanha todo o processo. Desde a matéria-prima, até a chegada do alimento na mesa do consumidor. Hoje, já existe uma solução para facilitar a montagem desses fluxos, se quiser saber mais sobre isso, é só clicar aqui.

É importante frisar, que essas ferramentas que citamos são as mais comuns, entretanto, existem outras que também podem ajudar a garantir o padrão de qualidade e a melhoria contínua. Dentre elas estão: POP (procedimento operacional padrão), 5S, etc.

Gestão da qualidade e segurança dos alimentos são questões que devem ser levadas a sério, e implantadas na Organização com responsabilidade e comprometimento. Se quiser saber mais sobre assuntos relacionados a segurança dos alimentos, conheça o Blog Qualis 22.

Esperamos que tenham gostado. Até o próximo post!