A Importância da Certificação da ONA

(Continuação)

A ONA é uma certificadora da qualidade dos serviços de saúde no Brasil. Torna-se cada vez maior a importância da certificação da ONA. Afinal, é uma maneira de ganhar a confiança e passar credibilidade aos pacientes. Além de garantir a melhoria continua dos serviços de saúde oferecidos.

Serviços de saúde com qualidade é uma das maiores necessidades do Brasil, por isso a certificação é tão importante.

Tendo isso em vista, já que temos a honra de tê-los como nosso cliente aproveitamos para realizar uma entrevista com a equipe. O objetivo é deixar claro quais são os serviços realizados e qual a importância da certificação para as instituições de saúde. Segue entrevista continuação da entrevista:

2. Como conseguir o certificado da ONA e quais são os critérios utilizados para os níveis de certificação?

O processo de acreditação começa por iniciativa da instituição de saúde. O primeiro passo é escolher uma Instituição Acreditadora Credenciada pela ONA (IAC) e se submeter a uma avaliação.

Geralmente as instituições precisam promover melhorias nos processos de trabalho e na estrutura para conseguirem a acreditação. Para identificar esses pontos críticos muitos hospitais fazem antes da avaliação um Diagnóstico Organizacional. Ele é feito por avaliadores da IAC e leva em conta todos os critérios de uma avaliação para acreditação, mas, nesse caso, serve apenas para orientar a instituição o quanto ainda precisa ser feito para que os padrões e requisitos sejam atendidos.

Esse trabalho de adequação leva, em média, dois anos, mas varia de acordo com as características da instituição avaliada, como tamanho, complexidade e perfil da organização.

Quando a instituição julgar que está pronta para ser acreditada, é agendada a visita de avaliação. A visita dura em média dois a três dias. Uma equipe de avaliadores com experiência em gestão da qualidade e segurança do paciente percorre toda a organização, entrevistando gestores, funcionários e pacientes, analisando indicadores e protocolos, avaliando a qualidade e a segurança da assistência prestada.

Uma instituição de saúde pode ser acreditada pela ONA em três níveis:

Acreditado (nível 1), Acreditado Pleno (nível 2) e Acreditado com Excelência (nível 3). Dessa forma, avalia-se a melhoria contínua da qualidade do serviço prestado.

No primeiro nível, Acreditado, estão instituições que atendem aos critérios de segurança do paciente em todas as áreas de atividade, incluindo aspectos estruturais e assistenciais.

O segundo nível, Acreditado Pleno, identifica instituições que, além de atender aos critérios de segurança, apresentam gestão integrada, com processos ocorrendo de maneira fluida e plena comunicação entre as atividades.

O terceiro nível qualifica instituições com excelência em gestão. Elas possuem culturas organizacionais voltadas para a melhoria contínua dos processos, com indicadores de acompanhamento e autoavaliação.

Durante o período de validade do certificado, a instituição precisa manter o desempenho identificado no processo de avaliação. Para monitorar se isso ocorre, a equipe de avaliadores visita as instituições certificadas periodicamente.

Após o período de validade do certificado, que pode ser de 2 ou 3 anos, a instituição é submetida a uma nova avaliação para saber se será certificada novamente ou não e em que nível.

Autor: Péricles Góes da Cruz, gerente de relações institucionais da ONA

3. Quantas empresas são certificadas pela ONA?

A ONA já concedeu mais de 2000 certificações. Até dezembro de 2016 tivemos 550 certificações válidas, entre elas 254 foram hospitais e 296 demais organizações.

Autor: Péricles Góes da Cruz, gerente de relações institucionais da ONA

Se você ainda não viu a primeira parte dessa entrevista, clique aqui!

Assine a nossa Newsletter  e receba notificações sobre novos artigos!