9 verdades e 1 mentira sobre a gestão da qualidade 

Encontre a mentira:

1. Os profissionais da qualidade possuem uma grande responsabilidade, pois o sucesso da empresa depende do bom desempenho do setor de gestão. Portanto, é necessário que estes profissionais tenham espírito de liderança e capacidade de envolver a equipe, de forma a garantir os melhores resultados.

2. A ISO 9001 é uma certificação muito importante para as empresas que buscam um bom posicionamento no mercado. Todavia, é um equívoco pensar que só é necessário seguir os padrões exigidos na hora de se certificar. O certificado é uma garantia de qualidade, porém é essencial que a organização adote essas práticas na rotina interna. Afinal, o produto/serviço que os consumidores recebem é o reflexo do trabalho da equipe.

3. As empresas que possuem equipes realmente comprometidas com a qualidade e que seguem os padrões exigidos, não devem temer as auditorias. É preciso pensar na auditoria como um processo de reconhecimento pelo comprometimento da empresa em entregar produtos/serviços de qualidade.

4. Para que uma empresa prospere é essencial que haja uma boa comunicação entre os colaboradores. A troca de informações e o bom relacionamento interno gera um ambiente agradável e propenso a inovações.

5. A gestão de documentos é essencial para a organização interna. Afinal, possuem informações fundamentais da empresa. É necessário guarda-los de forma organizada, revisá-los periodicamente, atualizá-los e quando necessário, descartá-los. Além disso, as empresas que se preocupam com o meio ambiente podem adquirir softwares que possibilitam a organização desses documentos de forma eletrônica, diminuindo a quantidade de cópias físicas.

6. O gerenciamento de riscos e a oportunidade de melhoria são temas que foram abordados na revisão da ISO 9001:2015. Essa mentalidade pode trazer muitos benefícios para a gestão da qualidade, gerando melhorias e diminuindo a incidência de não conformidades.

7. Para garantir a qualidade, é essencial ter relacionamento constante com os clientes. É importante que este relacionamento ocorra antes, durante e depois da negociação. O feedback dos consumidores possibilita a implantação de melhorias e a entrega de produtos que atendam e até superem suas expectativas. Estamos em uma era em que os consumidores ditam as regras e, para superar a concorrência, é necessário ouvi-los.

8. Investir em um Software de gestão da qualidade é ineficaz. Garantir a organização dos documentos, receber notificações sobre prazos, estipular os responsáveis para determinadas funções e monitorar todos os processos pelos quais a empresa passa, não é importante para a equipe.

9. A alta direção possui certa resistência com a gestão da qualidade. Pensam nisso como um “gasto” para a empresa. A verdade é que essa questão deve ser vista como um investimento. Afinal, qualidade não é um diferencial, é uma necessidade.

10. As 7 ferramentas da gestão da qualidade são: Fluxograma, Diagrama de Ishikawa, Cartas de Controle, Folhas de Verificação, Histogramas, Gráficos de Dispersão e Diagrama de Pareto.

Assine a nossa Newsletter  e receba notificações sobre novos artigos!